sábado, 12 de novembro de 2016

Onde ir? - Sanray

Ao entrar preste atenção aonde pisa!
Siga todos os papéis sem pular nenhum, faz uma história linda. Dê o play! Coldplay The Scientist.
Era uma vez um casal que se conheceu no São João...Enfim uma história ainda sendo escrita e sem final feliz, porque a felicidade entre eles não se resume no final, mas todos os dias. Aqui é onde aprendo muito com você, sobre tudo. Agradeço. (Vá até a varanda)
Nessa varanda é onde tenho certeza que já estivemos juntos em algum outro lugar, outra vida. Nós não nos encontramos, nós nos reencontramos. (Vá até o banheiro)
Cada pedaço desse apartamento nos define, no banheiro não seria diferente, é aqui que meu banho se torna o mais gostoso do mundo, poder sentir teu corpo nu, me tocando com carinho, não há dinheiro no mundo que pague momentos como esses. (Vá até o quarto)
Poder dormir e acordar ao seu lado é tão maravilhoso que palavras não conseguem descrever tamanha sensação. Esse é o nosso cantinho, é o lugar que tanto espero que as horas passem pra eu chegar e te sentir bem pertinho de mim, mas que peço ao tempo que demore a passar quando juntos nos encontramos, mas ele nunca atende!
Quero te amar todos os dias e compartilhar minha felicidade contigo. (Vá até o coração)
Nele encontra-se tudo que sou de forma intangível. Os paradoxos por vezes me alucinam e não sei bem se estou acordado ou sonhando, e quando eles me consomem, no mesmo milésimo de segundo o medo me açoita e fico atordoado, penso então nos momentos felizes e extirpo os maus pensamentos. Esse é o caos que antecede o meu nirvana, e que se renova a cada instante, e assim meu coração parou de fazer promessas e de aceita-las, mas
continua fazendo todos os planos do mundo, livre.

Nenhum comentário:

Postar um comentário