quinta-feira, 28 de fevereiro de 2013

Na natureza selvagem - texto


Na Natureza Selvagem



Na Natureza Selvagem, é um filme do famoso ator Sean Penn. Rodado em 2007, nos Estados Unidos, tem no elenco Émile Hirsch, Kristen Stewart, William Hurt, entre outros.
O filme, baseado em fatos reais, retrata a vida do americano Christopher McCandless, um jovem estudante universitário, que, ao terminar sua graduação, largou tudo partindo em uma jornada de aventuras pelo interior de seu país.
McCandless, tinha uma visão do mundo muito radical e apaixonada, e imerso em muita literatura, construiu para si próprio, o que deveria ser o modelo de vida necessário para sua experiência de vida. Leitor do filósofo norte americano Henry David Thoreau, do russo Liev Tolstói, entre outros grandes do pensamento e literatura, formulou categoricamente uma práxis de vivência (leva-se em consideração que,  tanto Thoreau, como Tolstoi, tinham pensamentos baseados no desapego material, e da prática mais humilde de vida).
Sendo assim Christopher, doou suas economias (cerca de 25 mil dólares) à caridade, armou-se de uma mochila nas costas, e sem avisar seus familiares, nos quais exceto a irmã, tinha problemas, partiu em direção à sua aventura. Saiu do estado da Georgia, no leste dos Estado Unidos, em direção ao oeste. Durante o caminho, abandonou seu automóvel, passando então a viver de carona. Assumiu o nome fictício de Alexander Supertramp (Alexander Superandarílho). Passou por inúmeros estados, e durante esse caminho, conheceu inúmeras pessoas especiais na sua história. Trabalhou no campo, como em serviços urbandos para conseguir sua subsistência.


 McCandless (Hirsch) caminhando pela natureza

 Assim que chegou ao estado da Califórnia, Christopher, resolveu enfrentar uma nova aventura, descer um bravio e caldaloso rio em um caiaque. Sua intenção era atravessar a fronteira com o México sem ter que passar por Alfândegas e Departamentos de Imigração. Tentou nas vias legais, o que só seria possível êxito, no ano de 2012 - pouco mais de dez anos depois do dado momento. Vale lembrar que McCandleless, ou Supertramp se preferir, vivenciou essas aventuras entre os anos de 1990 e 1992. Depois de burlar a lei, consegui fdescer o rio e continuar sua aventura, no entanto, na volta do trajeto, ao pegar uma carona em um trem, o rapaz fora espancados por vigias da ferrovia, que justamente ficam atentos nos caroneiros.

Christopher McCandless descendo o rio de caiaque

Ao retornar aos Estados Unidos, McCandless partiu para a que seria sua maior aventura - se instalar durante uma temporada no Alaska. Acreditando que conseguiria prover o sustento do que a terra poderia lhe proporcionar, McCandless comprou um rifle, além de aprender técnicas para corte e conservação de carnes. Também estava munido de enciclopédias e livros sobre plantas comestíveis. Com sua bagagem teórica completa, ele seguiu rumo ao norte. E ao chegar a Rodovia Stampede, adentrou as terras selvagens, que apenas os caçadores de caribú tinham noção de como se relacionar com aquele ambiente hostil.
Logo em suas primeiras explorações do local, McCandless, descobriu um fvelho ônibus escolar estacionado em meio ao nada. Entrou no veículo, e percebeu que ali era uma estalagem para caçadores. Decidiu se estabelecer no local, onde viveria 6 meses.



Christopher McCandless numa foto diante o "Ônibus Mágico"

Durante um bom tempo, Christopher consegui dar conta de sua subsistência tranqüilamente naquele ambiente inóspito. Fora alguns problemas que ele teve em relação à conservação da carne de animais que ele abateu, na maioria do tempo, conseguiu desenvolver sua subsistência e suas reflexões. Todos os passos de McCandless fora documentado por ele em relatórios diários em seu caderno.

 McCandless exibindo suas caças



Com o passar do tempo, McCandless percebe que já pudera aproveitar tudo o que aquela experiência poderia lhe proporcionar, e assim, resolve trilhar seu rumo de volta para casa.No entanto, depois de uma estação de degelo, um riacho que por muito tempo esteve congelado, agora havia se transformado em fortes corredeiras. Sem poder sair dali, McCandless permaneceu até descobrir uma solução para seu maior problema. Com o passar do tempo, suas provisões começaram a ficar cada vez mais escassas, e McCandless passa a enfrentar o grande dilema da fome. Começa assim, a entrar em colapso. Em suas tentativas de se alimentar, passou a buscar bagas e raízes para poder manter-se nutrido. No entanto, talvez devido à uma confusão mental provocada pela fome, Christopher se engana, e acaba ingerindo uma planta venenosa. Passa dias em estado de desenvolvimento de inanição, até que sua angústia culmina com sua morte. Tragicamente, por falta de preparo, muito mais psicológico, este rapaz, perde a possibilidade de sobreviver à tal adversidade em que se encontrava. Seu corpo fora encontrado semanas depois por um grupo de caçadores que passaram pelas imediações do "Ônibus Mágico".
Posteriormente, ficou atestado que as condições para que McCandless pudesse ter escapado daquela situação eram grandes, já que ele estava à menos de 2km do próximo vilarejo. No entanto, fora vencido pelos fator fome, que acabou gerando desespero, e instabilidade emocional. Trágico.



McCandless, já visivelmente magro devido à sua temporada na natureza selvagem



Este é um bilhete de S.O.S escrito por McCandless, nele o rapaz explica a condição em que se encontrava.

Um comentário:

  1. assiti este filme, amei, e parabéns pela informação do blog.
    chamo atenção para a frase traduzida no filme, “a felicidade é real somente se compartilhada com outra pessoas.”“Na natureza selvagem” possível compreender na pratica um filme baseado em fatos reais, um rapaz que queria provar que poderia viver da melhor forma possível fora da sociedade e ser feliz, e no final trágico a resposta deixada por ele antes de morrer, sabendo que o ia, dizendo “eu preciso de sua ajuda . eu estou ferido, perto da morte, e muito fraco. para sair daqui . eu sou sozinho , isso não é brincadeira . em nome de deus . por favor remais para me salvar.”

    ResponderExcluir