quinta-feira, 5 de junho de 2014

Por Amor ao Forró - Parte 03

9 meses de campina grande... e amanhã começa o maior São João do mundo, meu primeiro "30 dias de festa", SQN.

 Fico impressionado com apatia dos "forrozeiros" daqui, além da dança ser muito diferente a energia e a entrega aqui praticamente não existe ou não é externalizada, encontrei este documentário e vi um dos maiores dizendo a mesma coisa, aqui as pessoas cruzam os braços (claro que não estou generalizando) e conseguem assistir um show tranquilamente, fato impossível de acontecer no sudeste, lá o "pau come" e não se mede esforço para ir aos shows e eventos, mesmo sabendo do sono de 10 ursos polares que teremos que enfrentar no dia seguinte, na quarta feira ou na sexta feira seguinte...

Feliz por ter enveredado por esse caminho e ter tido Luan Passos de Sousa como meu mentor e depois ir agregando (ou sendo agregado) por outros amigos que o forró me presenteou como o irmão Jorge Silva.

Apaixonado pelo vasto repertório, Jacinto Silva, Chico Santos, Pinto do acordeon, Mestre Zinho, Azulão, Trio Mossoró, Benedito Rojão, Pedro Sertanejo... só pra constar alguns nomes que não englobam os "POP",  pasmem, o povo por aqui na sua grandeeeee maioria não faze ideia de quem sejam estes... Isso mesmo, nunca ouviram falar!!! Como sempre, arrisquei pedir algumas músicas para os trios que assisti, sem sucesso.

Não sei se isso está certo ou errado, ou se existe esse julgo, apenas sei que o forró aí no Sudeste é pesadíssimo, orgulhem-se.


Um comentário: