sexta-feira, 15 de fevereiro de 2013

Susbtancial - Flavia Tambalo

Rabiscar no blog eh algo que realmente me da prazer, mas tenho notado que mais prazeroso que rabiscar umas linhas por aqui, eh compartilhar os escritos das pessoas que amo! :) E num dado momento você olha em volta e se pergunta:
Onde? Em que momento perdi, os sorrisos que me acompanhavam?
Onde foi aquele abraço amigo, terno carinho, doação desmedida?
Onde amigo que o perdi?
Na esquina de meus erros,
No atalho das minhas faltas e falhas?
Onde? De tudo que sei é que o peito anda apertado.
Porque desde quando tu partiu, em meu peito arrocha uma saudade imensa,
E quando lembro dos bons momentos ao teu lado, a vida parece me pregar peça,
Dizendo um grande não em minha cara, dizendo que não posso te-lo de volta.
A partir daí a festa do sucesso está vazia,
As boas noticias não tem ouvinte,
As tristezas, serão minhas, só minhas, sem teus ombros pra eu chorar.
Se fui eu que o perdi.. perdoa... pois não fui de todo nobre contigo.
Se tu assim desejou partir por esta estrada sem mim... amém.
Assim como amém significa seja feita tua vontade, te digo
Se desejares voltar... meu peito se abrirá como um sol de verão, e novamente ouvirei passaros cantando,Quando puder chamar-te de amigo...
Mais uma vez
!

Nenhum comentário:

Postar um comentário