quinta-feira, 16 de agosto de 2012

Despedida - Alessandro Brito



E tudo se acabou
O tempo vai varrendo da memória as lembranças
E a história que se conta
Não tem fim
A dor de ver partir quem sem ama
Não cabe numa história...

Saudade, sentimento que devasta o coração de quem fica
E faz da dor uma tatuagem na alma
E mata, sem derramar sequer uma gota sangue
Rouba a inocência e criva o tempo
Que parece parar, a cada "tic" que chega
É igual a um "tac" que vai...

Um pelo outro
Na perca e no ganho
Pra quem deu a vida
Ou pra quem fica
Despedida
Outras virão...

Nenhum comentário:

Postar um comentário